A HARMONIZAÇÃO OROFACIAL NO TRATAMENTO DO BRUXISMO COM A UTILIZAÇÃO DE TOXINA BOTULÍNICA

  • JULIANA RENDEIRO CAMPOS CATHEDRAL
  • Kenia de Souza Góes Aguiar
  • Lucas Carvalho Simão
Palavras-chave: Toxina Botulínica, Harmonização facial, tratamento do bruxismo

Resumo

O bruxismo é uma parafunção caracterizada pelo ranger ou apertar dos dentes, proveniente do contato não funcional dos mesmos e que pode levar a um desequilíbrio fisiopatológico do sistema estomatognático. A toxina botulínica age bloqueando a liberação da acetilcolina e, como resultado, o músculo não recebe a mensagem para contrair. Isso significa que os espasmos musculares param ou reduzem bastante após seu uso, proporcionando alívio dos sintomas causados pela atividade muscular repetitiva (ALLERGAN, 2005). Nesta perspectiva, esta pesquisa tem como objetivo verificar através de uma revisão de literatura, a eficácia clínica e funcional do uso da toxina botulínica tipo A no tratamento de bruxismo, tendo em vista a melhora do quadro clínico de pacientes submetidos a essa técnica. Trata-se de uma revisão de literatura onde foram consultadas as bases de dados Pubmed, e Scielo. A síntese do levantamento bibliográfico baseou-se principalmente em trabalhos publicados entre os anos de 2016 a 2021, por constarem dados mais atualizados e serem considerados o marco referencial pré-estabelecido em estudos de cunho acadêmico. O uso da toxina botulínica tipo A no tratamento de bruxismo mostrou-se eficaz na terapia clínica e funcional, tendo em vista sua indicação individualizada de acordo com a necessidade de cada indivíduo pois a gravidade do dano tende a se manifestar diferente em cada paciente, podendo existir a associação de tratamento.

Referências

AZEVÊDO, T. C. Toxina botulínica tipo-A: uma alternativa de tratamento para o bruxismo, revisão de literatura. Revista da Faculdade de Odontologia da UFBA, v. 50, n. 1, p. 1-8, 2020.

BARBOSA, C. M. R.; BARBOSA, J. R. de A. Toxina botulínica em odontologia. 1. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2017.

CANDOTTI, J. Abordagens terapêuticas para o bruxismo. 2018. Monografia (Especialização em Prótese Dentária, na Área de Prótese) - Faculdade de Odontologia de Piracicaba. Universidade Estadual de Campinas, São Paulo.

CESAR, B. T. de. O uso da toxina botulínica no tratamento do bruxismo: revisão de literatura. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia) - Faculdade de Odontologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Sul.

CONSELHO FEERAL DE ODONTOLOGIA. Resolução n. 176, de 6 de setembro de 2016. 2016. Revoga as Resoluções CFO-112/2011, 145/2014 E 146/214, referentes à utilização da toxina botulínica e preenchedores faciais e aprova outra em substituição. Disponível em: http://www.lex.com.br/legis_27187904_RESOLUCAO_N_176_DE_6_DE_SETEMBRO_DE_2016.aspx. Acesso em: janeiro de 2021.

DRESSLER, D.; SABERI, F. A.; BARBOSA, E. R. Botulinum toxin: Mechanisms of action. Associação Arquivos de Neuro-psiquiatria, v. 63, n. 1, p.180-185, 2005.

ERBGUTH, F. J. From poison to remedy: the chequered history of botulium toxin. J Neural Transm (Vienna), v. 115, n. 1, p. 559-65, 2008.

FRANÇA, K.; KUMAR, A.; FIORANELLI, M.; LOTTI, T.; TIRANT, M.; ROCCIA, M. G. The history of Botulinum toxin: from poison to beauty. Wien Med Wochernschr, v. 167, n. 1, p. 46-48, 2017.

FRANCESCON, A. A. Uso da toxina botulínica no controle do bruxismo. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia) - Departamento de Odontologia, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

FRUGONE, Z.; CARBONE, A. R. Bruxismo. Avances En Odontoestomatología, v. 19, n. 3, p.123-130, 2003.

GAIDA, P. S. Bruxismo um desafio para a odontologia. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Especialização em Prótese Dentária), Departamento de
Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal de Santa Catarina,
Florianópolis.

GLAROS, A. G.; RAO, S. M. Effects of bruxism: A review of the literature. The Journal Of Prosthetic Dentistry, v. 38, n. 2, p.149-157, 1977.

GUARDA-NARDINI, L. Efficacy of Botulinum Toxin in Treating Myofascial Pain in Bruxers: A Controlled Placebo Pilot Study, CRANIO®, v. 26, n. 2, p. 126–135, 2008.

HOLMGREN, K., SHEIKHOLESLAM, A.; RIISE, C. Effect of a full-arch maxillary occlusal splint on parafunctional activity during sleep in patients with nocturnal bruxism and signs and symptoms of craniomandibular disorders. The Journal Of Prosthetic Dentistry, v. 69, p.293-7, 1993.

LUZ, M. S. Uso da toxina botulínica como tratamento do bruxismo. Tese (Doutorado em Odontologia) - a Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Pelotas, 2019.

MACHADO, L. C. da S.; SOUSA, T. M. de; SALEES, M. M. Toxina botulínica e seu uso no tratamento do bruxismo. J Business Techn., v. 16, n. 1, p. 108-121, 2020.

MACIEL, R. N. Bruxismo. São Paulo: Artes Médicas, 2010.

MAGALHÃES, G. G.; TEODORO, T. A. D.; BARROS, D. V. de; ANDRADE, M. de O.; DIETRICH, L. A indicação do Botox na harmonização facial na Odontologia. Psicologia e Saúde em Debate, v. 4, Supl. 1, p.38, 2018.

MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 5 ed. São Paulo, Atlas, 2003. 310p.

MCNIELL, C. Ciência e Prática da Oclusão. São Paulo: Quintessence, p.306-481, 2000.
MIKAMI, D. B. A review of psychogenic aspects and treatment of bruxism. The Journal Of Prosthetic Dentistry, v. 37, n. 4, p.411-419, 1977.

MONTEMOR, V. P. Uso da toxina botulínica no tratamento de bruxismo crônico associado ao stress laboral. Dissertação (Mestrado em Biologia Buco Dental) - Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Universidade Estadual de Campinas, 2017.

MOREIRA JÚNIOR, R.; RIBEIRO, P. D.; CONDENZO, A. F. B.; CINI, M. A.; ANTONI, C. C. de; MOREIRA, R. Fundamentos da análise facial para harmonização estética na odontologia brasileira. Clipe Odonto, v. 9, n. 1, p.59-65, 2018.

OLIVEIRA, M. T.; BITTENCOURT, S. T.; MARCON, K.; DESTRO, S.; PEREIRA, J. R. Sleep bruxism andanxiety level in children. Braz Oral Res. v. 1, 2015.

PAPAZIAN, M. F.; SILVA, L. M da; CREPALDI, A. A.; CREPALDI, M. de L. S.; AGUIAR, A. P. de. Principais aspectos dos preenchedores faciais. Revista FAIPE, v. 8, n. 1, p. 101-116, 2018.

PEREIRA, R. P. A. et al. Bruxismo e qualidade de vida. Revista Odonto Ciência, v. 21, n. 52, p.185-190, 2006.

SANTAMATO, A.; PANZA, F. Benefits and Risks of non-approved injections regimens for botulinum toxins in spasticity. Drugs, v. 77, n. 13, p. 1413-1422, 2017.

SILVA, A. F. da; SANTOS, A. C. R. dos; FERREIRA, L. P. C. Harmonização facial na odontologia: a toxina botulínica. Anais de Odontologia do UNIFUNEC, v. 6, n. 6, 2019.

SPOSITO, M. M. de M. Toxina Botulínica do Tipo A: mecanismo de ação. Acta Fisiatr, v. 16, n. 1, p.25-37, 2009.

TEIXEIRA, S. A. F.; SPOSITO, M. M. de M. A utilização de Toxina Onabotulínica A para bruxismo: Revisão de Literatura. Revista Brasileira de Odontologia, v. 70, n. 2, 2013.
Publicado
2021-09-01
Como Citar
CAMPOS, J., Aguiar, K., & Simão, L. (2021). A HARMONIZAÇÃO OROFACIAL NO TRATAMENTO DO BRUXISMO COM A UTILIZAÇÃO DE TOXINA BOTULÍNICA. Revista Cathedral, 3(3), 19-27. Recuperado de http://cathedral.ojs.galoa.com.br/index.php/cathedral/article/view/335
Seção
Artigos